É natural que os pais ajudem seus filhos a cumprir tarefas do dia a dia, em especial quando eles ainda são pequenos, o que gera uma certa dependência. Apesar de esse cuidado fortalecer laços e aumentar a confiança, é preciso trabalhar a autonomia da criança para que ela desenvolva competências e habilidades que utilizará durante toda a vida.

Parte do cuidado dos pais deve ser no sentido de estimular o desenvolvimento da criança. Isso é feito oferecendo para ela a oportunidade de vivenciar experiências diversas. Assim, ela é treinada para vencer os desafios que surgirão ao longo do caminho.

Essa é uma questão muito importante, por isso, preparamos este artigo para apontar quais são os benefícios de ajudar a criança a desenvolver sua autonomia desde cedo. Continue lendo e veja por que você deve proporcionar esse aprendizado para o seu filho!

1. Realizar atividades básicas sozinho

Existem diversas tarefas que, em algum momento, seu filho precisará começar a realizar sozinho. Esse é o caso de tomar banho, alimentar-se, escovar os dentes ou pentear o cabelo. O ideal é que você desenvolva a autonomia da criança para que ela saiba como cuidar de si mesma e consiga realizar tais atividades.

Entenda que não se trata de deixar de ajudar o pequeno, mas de ensinar com carinho e amor as tarefas que ele deverá cumprir. Além de se torná-lo mais independente, é dessa forma que ele desenvolve habilidades como a coordenação motora.

2. Desenvolver a capacidade cognitiva

Permitindo a autonomia da criança, ela terá uma interação muito maior com o mundo ao seu redor e a oportunidade de conhecer a si mesma. Dessa forma, a sua cognição será trabalhada, despertando habilidades físicas, mentais e sensoriais.

Ela será desafiada pelos problemas que encontrará, precisará pensar em soluções para eles e isso estimulará o seu raciocínio e as tomadas de decisão. Com isso, a criança fica mais confiante em seu próprio potencial e mais segura de suas ações.

3. Formar um cidadão mais ativo

Um dos intuitos de desenvolver a autonomia da criança desde cedo é evitar que ela cresça totalmente dependente dos pais. É fundamental que, aos poucos, amadureça e consiga realizar ações sozinha, porque chegará o momento em que isso será essencial, como quando estiver na adolescência.

Esse “treinamento” oferecido pelos pais ajuda a formar um cidadão mais ativo, aquele que toma a dianteira da sua própria vida, que não depende dos outros e é capaz de resolver os seus problemas sozinho, aproveitando as oportunidades que surgem.

4. Aumentar o senso de responsabilidade

Quando a criança tem um pouco mais de autonomia, ela passa a entender que algumas tarefas e ações são de sua responsabilidade. Esse é o caso de recolher os brinquedos, arrumar a cama, guardar as próprias roupas, entre outras.

Dessa forma, também aumentamos o seu senso de responsabilidade. Aos poucos, será possível designar tarefas mais complexas, permitir que ela ajude em casa e, assim, perceba o seu papel dentro da família, em sociedade e o assuma.

5. Aprimorar a inteligência emocional

Enquanto trabalha a sua autonomia, a criança vai se deparar com situações que a desagradam e pequenos problemas que terá de enfrentar. Desse modo, passará por pequenas frustrações e aprenderá a lidar com tudo isso, entendendo que as coisas nem sempre acontecem da forma como esperamos ou queremos.

Em muitos momentos, também precisará ter paciência, fazer as atividades numa determinada ordem e seguir algumas regras, mesmo que não queira. Assim, trabalhará as suas emoções, aprendendo a lidar com aquilo que sente e a expressar o seu pensamento.

Possibilitar o desenvolvimento da autonomia da criança é um passo muito importante no desenvolvimento dela. É desse modo que ela terá um pouco mais de independência, o que é importante para conduzir a sua própria vida, e você ficará muito mais tranquilo sabendo que seu filho sabe cuidar de si mesmo e está sendo bem preparado para o futuro.

Gostou dessas dicas? Então, compartilhe-as em suas redes para que seus amigos também entendam a importância de ensinar as crianças a serem independentes.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *