A melhor fase para iniciar os estudos na área é na infância e adolescência em que os alunos aprendem através de jogos e projetos divertidos.

Adultos e crianças já são familiarizados com os diversos equipamentos e aplicativos criados que facilitam a rotina ou entretenimento. Por trás do funcionamento desses eletrônicos, existe o mundo da programação e robótica, o qual muitas pessoas não conhecem ou pensam que é muito difícil aprender, por conta da lógica.

Então, como aprender programação e robótica?

Smartphones, tablets, computadores, videogames, drones e muitos outros aparelhos eletrônicos comprovam que vivemos na era da tecnologia. Todos os dias são lançadas novas ferramentas no mercado com o objetivo de atender a demanda de consumidores. Também, as pesquisas no setor são intensas, a fim de buscar constantes inovações e melhorias.

A codificação se tornou a nova linguagem do mundo e traz diversos benefícios as pessoas que desenvolvem essa habilidade. Quanto antes aprender, melhor. Por esta razão, é indicado que crianças e adolescentes tenham contato com este aprendizado para não se tornarem apenas consumidoras passivas e sim, ativas criadoras de tecnologia.

Leia mais: eSports vem ganhando reconhecimento mundial com jogos como dota2 e LoL

Como aprender programação e robótica na infância e adolescência?

As crianças e adolescentes de hoje em dia são chamados de “nativos digitais”, ou seja, já nascem com grande facilidade de manusear os diversos aparelhos eletrônicos. Para eles, este aprendizado é uma brincadeira divertida e passam a entender melhor como funcionam os aplicativos e jogos que fazem parte do seu dia a dia e também, desperta o interesse de se tornarem produtores de ferramentas digitais.

O ensino de programação e robótica para crianças e adolescentes vem sendo implantado em diversos países como: Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália e inclusive, no Brasil. Através de escolas especializadas no ensino como a Happy Code, os alunos conhecem diversas ferramentas para iniciar o processo de aprendizagem a fim de ampliar os horizontes tecnológicos.

Através dos cursos regulares da Happy Code, que são divididos em quatro fases, é possível o aluno aprender programação e robótica. O curso Code School ensina a criação de games 2D e 3D, construção de aplicações web móveis que podem funcionar em múltiplas plataformas, incluindo Android e iOS. Como também, através do curso Game Academy, os estudantes aprendem a criar os próprios jogos utilizando a plataforma Unity, uma Game Engine profissional, que oferece avançados recursos em criação de games. Além disso, podem exportar para o mercado. Os jovens que preferem robótica, a opção é o curso Robotics que é o primeiro no Brasil a ensinar robótica através de drones.

Veja mais: 7 benefícios do aprendizado de programação e robótica para crianças e adolescentes

Por que ensinar crianças e adolescentes programação e robótica?

Além dos alunos acharem divertido colocar as ideias em códigos que geram ações, esse aprendizado pela descoberta os estimulam a pensar, projetar, criar e se expressar.

Através de projetos, eles têm missões a cumprir e nesta trajetória devem ser pacientes e buscar solucionar problemas quando algum comando falhar, por exemplo. Assim, começam a desenvolver diversas habilidades e melhorias no desempenho escolar em disciplinas lógicas como em matemática, também no aprendizado de outras línguas como inglês. Além disso, na construção de um texto, pois gera facilidade de organizar os pensamentos e ideias a serem transmitidas.

Além do desempenho escolar, foi comprovado pelos países que já incorporaram como ensino obrigatório nas escolas há algum tempo, como o Reino Unido, que os alunos se tornam mais criativos, apresentam mais facilidade de solucionar problemas rotineiros, se tornam mais persistentes, apresentam mais facilidade em trabalhar em equipe e despertam paixão por aprender novas coisas.

Esses jovens que hoje desenvolvem a habilidade de programação e robótica serão procurados profissionalmente no futuro. Através de uma pesquisa realizada nos Estados Unidos mostra que na próxima década serão criados 1,4 milhão de empregos de programadores, mas até o ano de 2020 serão formados apenas 400 mil profissionais. Assim, pode se destacar que o campo profissional é aberto e com ótimas oportunidades. No Brasil, também há falta de profissionais qualificados na área.

Confira: Happy Code chega a cidade de Americana com novidades no ensino de programação e robótica para crianças e adolescentes

Conheça mais a Happy Code e agende uma aula experimental para seu filho:

Clique aqui e confira a unidade mais próxima.