Uma escola inovadora é aquela que não olha apenas para a capacidade de memorização ou raciocínio lógico do aluno. Ela se preocupa com outras capacidades, como habilidades sociais, comportamentais e emocionais, proporcionando um desenvolvimento completo para os estudantes.

Desse modo, ela transforma alguns aspectos que eram comuns em uma escola tradicional. O papel dos professores e estudantes é modificado, já que o aluno assume protagonismo no processo de aprendizagem, tendo mais autonomia para aprender e se desenvolver.

Além disso, elementos tecnológicos integram os métodos de ensino, não limitando as aulas ao método convencional de exposição dos conteúdos. Esse conceito tem sido cada vez mais utilizado nas instituições, pois proporciona uma formação completa e que prepara o estudante para o futuro.

Neste artigo, mostraremos 7 características das escolas inovadoras e como os pais podem identificar uma instituição que segue essa filosofia. Continue a leitura para saber mais!

1. Se preocupa com o desenvolvimento de habilidades do século 21

Uma escola inovadora não deve limitar o desenvolvimento dos alunos somente às disciplinas tradicionais de ensino, como matemática e português. É preciso pensar em estimular habilidades que são relevantes no século 21.

Sendo assim, a instituição deve se preocupar com o desenvolvimento de habilidades sociais, emocionais e cognitivas, formando os estudantes de forma completa. Afinal, é preciso valorizar os relacionamentos e ter capacidade de lidar com a frustração, entre outros aspectos relevantes, para o futuro profissional de sucesso.

Além disso, com o avanço da tecnologia, o desenvolvimento das competências STEM — Ciências (Science), Tecnologia (Technology), Engenharia (Engineering) e Matemática (Math) — se tornou cada vez mais importante para os estudantes.

2. Valoriza a capacidade para enfrentar desafios da era digital

As crianças estão cada vez mais imersas na era digital, sendo fundamental que a escola saiba utilizar esses recursos de forma inteligente. A tecnologia na educação não está relacionada apenas às ferramentas empregadas, mas também a como elas são aproveitas.

O que indica se a instituição está promovendo o uso consciente da tecnologia é a maneria com que os mecanismos tecnológicos são empregados para qualificar a aprendizagem. Não basta que os estudantes tenham acesso a essas ferramentas: eles devem aprender a utilizá-las de forma saudável.

É interessante notar que a utilização da tecnologia deve respeitar a faixa etária do aluno. O objetivo é incentivar a curiosidade deles por essas áreas, assim como o consumo saudável das ferramentas disponíveis.

3. Oferece cursos relacionados à tecnologia

Uma escola inovadora também se preocupa com o oferecimento de cursos relacionado às áreas de programação e robótica, desenvolvimento de games, entre outros. Esses conteúdos oferecem diversos benefícios para o estudante.

Por meio do contato com esses temas, os estudantes são estimulados a desenvolver competências como raciocínio, criatividade, pensamento crítico, resolução de problemas, comunicação e colaboração.

Essas habilidades são essenciais para o período escolar e muito importantes para o futuro profissional. As empresas valorizam profissionais que reúnem essas competências e capacidades, que são imprescindíveis para o sucesso na carreira.

4. Disponibiliza um ambiente inovador

O ambiente também deve mostrar que a instituição se preocupa com a inovação. Espaços tradicionais, com carteiras enfileiradas, poucos recursos diferenciados e ausência de laboratórios, não motivam as crianças.

Uma escola inovadora entende que o aprendizado acontece em diferentes ambientes, como quadras de esporte, cozinhas, laboratórios, entre outros espaços. Esses locais contribuem para que os jovens tenham relacionamentos interpessoais e exercitem a criatividade.

Desse modo, é interessante que os ambientes sejam coloridos, com mobílias que estimulem o contato entre os estudantes. A arrumação das salas também pode ser diferenciada, dando mais conforto na relação entre os colegas e os próprios professores.

5. Promove a personalização da aprendizagem

Cada estudante aprende de uma maneira diferente, afinal, a bagagem cultural não é a mesma, as facilidades são distintas e os interesses, também. A escola precisa reconhecer que um único método não trará os mesmos resultados para todos os alunos.

Sendo assim, é fundamental aplicar estratégias que reconheçam a singularidade de cada aluno. Eles aprendem por processos e com ritmos distintos, de acordo com suas características e facilidades.

Portanto, é preciso dar espaço para que cada estudante se engaje com as tarefas e projetos que mais despertam sua atenção. Isso aumenta o interesse pelo conhecimento, contribuindo para melhorar o desempenho escolar.

6. Estimula o protagonismo do estudante

Uma escola inovadora promove o protagonismo do estudante, não permitindo que ele seja apenas um espectador das aulas. Para isso, são aplicadas diferentes metodologias, como sala de aula invertida e a aprendizagem por projetos.

A ideia é permitir que o aluno se interesse genuinamente pelo conteúdo e que o professor seja o condutor desse aprendizado. Sendo assim, informações são compartilhadas por ambos, visando uma compreensão mais completa sobre os assuntos abordados.

7. Incentiva a multidisciplinaridade nos projetos

Outra característica das escolas inovadoras é a multidisciplinaridade nos conteúdos. Desse modo, o conhecimento não é adquirido somente em disciplinas isoladas, havendo uma mescla dos assuntos em projeto.

O ensino por matérias isoladas continua existindo, porém, a escola oferece projetos de caráter multidisciplinar que abriguem estudantes interessados nos mais variados tipos de conhecimento.

Esses projetos costumam integrar a tecnologia, pois permitem que o estudante utilize conhecimentos de diversas áreas para projetar um robô, por exemplo. Desse modo, os alunos entendem que os diferentes conceitos são aplicáveis em diversos contextos.

Neste artigo, mostramos alguns pontos que devem ser observados para identificar uma escola inovadora. Essa é um aspecto muito importante para o desenvolvimento do seu filho, pois essas instituições se preocupam em oferecer um ensino completo, direcionado para o futuro.

A Happy Code se baseia em metodologias do Vale do Silício, sendo um sistema de ensino que oferece uma educação inovadora para crianças e adolescentes. O aprendizado STEM é colocado em prática, promovendo habilidades importantes para o século 21.

Os cursos de programação, maker e robótica introduzem os alunos a um ambiente inovador, trazendo características relevantes para o período escolar e futuro. Essa metodologia é empregada com ferramentas diferenciadas e acompanhamento de profissionais experientes.

Quer conhecer mais sobre a Happy Code? Então, aproveite para acessar nosso site e entender como nossa metodologia contribui para o processo de aprendizagem!