Aprender a programar desde os primeiros anos de vida traz benefícios para o desenvolvimento de habilidades intelectuais, que, por sua vez, resultam em uma maior desenvoltura em outras áreas da vida. Por isso, é importante ensinar linguagens de programação para crianças.

As linguagens de programação são o meio de comunicação entre humanos e computadores e, com elas, desenvolvemos jogos, sites, aplicativos e animações, e resolvemos problemas de matemática do cotidiano. No passado, programar era muito complexo e exigia conhecimentos avançados. Atualmente, porém, as inovações da tecnologia permitiram a criação de novas linguagens de programação mais simples e robustas.

Quando utilizadas como instrumento de ensino, possibilitam um aprendizado multidisciplinar e norteiam o desenvolvimento de diversas habilidades cognitivas da criança. Quer saber mais? Continue lendo e conheça os benefícios da programação para crianças!

Os benefícios das linguagens de programação para as crianças

Melhoram o raciocínio lógico

As linguagens de programação permitem criar algoritmos mais ou menos complexos, de acordo com o código utilizado. De qualquer forma, se um único sinal não está certo, a ação não será interpretada e executada.

Após aprender os fundamentos da programação, o programador usa muito o raciocínio lógico para desenvolver os códigos. Estudar essas linguagens é excelente para as crianças exercitarem o lado esquerdo do cérebro, que controla as capacidades de análise, crítica e lógica.

Além disso, a habilidade de construir um raciocínio lógico é muito importante para os pequenos desenvolverem suas capacidades de percepção e concentração, criarem estratégias de resolução de problemas e pensarem de forma coerente.

Desenvolvem a criatividade

Em geral, as crianças são muito curiosas e querem sempre saber como tudo funciona, inclusive de que maneira o computador entende o que queremos que ele faça. Esse é o principal fator que desperta o interesse dos jovens que gostam de jogos.

Ao programar, é possível entender a base desses aplicativos, como funcionam e como podem ser modificados. Isso estimula a criança a desenvolver sua criatividade e a criar jogos que atendam a seus interesses e suas necessidades. Além disso, ela pode ver suas próprias aplicações funcionando na prática.

Embora seja uma área exata, a informática requer ideias revolucionárias. Não existem limites no ambiente da programação: tudo pode motivar o desenvolvimento de um aplicativo ou software, o que oferece um desafio constante para a criatividade.

Ensinam a resolver problemas de forma rápida

Uma das vantagens da programação é a possibilidade de resolver problemas do cotidiano. Muitos aplicativos, softwares e funcionalidades são criados para solucionar alguma limitação rotineira. As principais ferramentas que usamos na internet, por exemplo, despontaram a partir da necessidade de sanar alguma questão.

Assim, as linguagens de programação para crianças permitem que seu filho aprenda a analisar cenários e proponha ideias para resolver problemas de forma rápida e eficiente. Esse também é um bom exercício de percepção, inovação e atitude.

Essa habilidade ainda ajuda a tomar decisões consistentes, embasadas na análise de cada caso. A criança precisa identificar o problema, refletir sobre ele e desenvolver seu raciocínio abstrato. Com essa competência, ela encontra possíveis caminhos e, por fim, escolhe aquele que parece ser o que melhor resolve a questão.

Estimulam o desejo de aprender cada vez mais

A programação ensina a pensar, de modo que as crianças descobrem como raciocinar de forma estruturada. Inclusive, as aulas acontecem de maneira divertida, permitindo, por exemplo, que os alunos resolvam questões de matemática ou física para fazer um jogo funcionar com sucesso. Assim, os jovens estudam exatas de forma prática e prazerosa.

Além disso, é necessário pesquisar e aprender a respeito de um tema antes de desenvolver um programa para qualquer finalidade. Conhecer linguagens de programação permite que os pequenos aprendam cada vez mais, de um jeito que faz sentido e é motivador.

Eles passam, então, a compreender os motivos de buscar cada vez mais conhecimento. Como as aplicações e as possibilidades da programação são muito interessantes, elas fazem com que as crianças fiquem entusiasmadas e, por conseguinte, mais curiosas.

Possibilitam um aprendizado interdisciplinar

É importante destacar que a inclusão do ensino da programação nos níveis da educação básica deve ser planejada nas diversas áreas do conhecimento, de maneira interdisciplinar. O objetivo é priorizar o pleno desenvolvimento do aluno.

Dessa forma, a nova ferramenta deve ser aplicada como instrumento que estimula a criança a ter reflexão crítica e desenvoltura na resolução de problemas simples e complexos, bem como desenvolver o raciocínio lógico, interpretar questões, ser curiosa e saber trabalhar em equipe.

Acrescentar linguagens de programação para crianças na grade curricular das escolas tem um efeito importante no processo de construção do conhecimento. Além de serem aplicados de forma constante na matemática e na física, os conceitos da computação podem ser empregados nas demais disciplinas, como História, Artes, Geografia, Filosofia e Química.

A programação de computadores pode encaixar-se nos mais diversos campos do aprendizado e do desenvolvimento infantil. Hoje, é possível ensinar qualquer assunto usando a programação. Essa perspectiva permite aumentar significativamente a qualidade do ensino, aprimorando outras áreas.

Permitem desenvolver jogos e aplicativos

O mercado dos jogos digitais é um dos que mais crescem no mundo. A expansão no número de jogadores no Brasil movimenta a economia e coloca o país em 13º lugar no ranking global e na liderança da América Latina na atividade. O avanço tecnológico permite o desenvolvimento de jogos cada vez mais realistas e elaborados, sem limites de criatividade.

Além disso, aplicativos e programas com as mais variadas utilidades estão presentes em nossa rotina. A Play Store, por exemplo, oferece 3,6 milhões deles, enquanto a App Store disponibiliza cerca de 2,1 milhões. Inclusive, é praticamente impossível viver sem aplicativos hoje em dia.

Ao aprender programação, a criança pode criar suas próprias funcionalidades. Existem linguagens especiais, simples e coloridas, pensadas especialmente para os pequenos criarem intimidade com os códigos que fazem jogos e aplicativos funcionarem. Assim eles descobrem como programar de um jeito interativo e estimulante.

Como ensinar linguagens de programação às crianças

Quando falamos em programar computadores, não podemos negar que isso soa como um conhecimento muito complexo. No entanto, existem ferramentas mais simples que permitem às crianças aprenderem linguagens de programação de um modo agradável e intuitivo.

Sendo assim, para que seu filho desperte interesse por essa área e tenha um bom desempenho, o ideal é que você acrescente a programação na rotina dele por meio de atividades relacionadas a esse universo. A seguir daremos algumas dicas para que você ajude seu filho a aprender programação de uma forma natural e divertida. Confira!

Apresente linguagens fáceis e intuitivas

Como qualquer outro tema, para aprender a programar o seu filho precisa começar de uma forma mais simples. Conforme o tempo for passando e ele for adquirindo conhecimento, terá uma boa bagagem para migrar para linguagens mais complexas. No começo, porém, prefira apresentar aquelas que são fáceis e intuitivas, a fim de despertar o interesse.

Duas boas alternativas são a Python e a Ruby. A primeira é usada para desenvolver jogos, inteligência artificial e sistemas operacionais. A segunda é ainda mais adequada para iniciantes, sendo ideal para aqueles que ainda não conhecem os conceitos de programação. Seus códigos são autoexplicativos.

Ofereça os brinquedos certos

Conforme explicamos, a programação envolve habilidades e competências como o raciocínio lógico, a criatividade e a resolução de problemas. Por isso, você pode oferecer ao seu filho brinquedos que proporcionem estímulos nesse sentido.

Todos aqueles que envolvem estratégias são excelentes alternativas, mas você também pode recorrer aos brinquedos tecnológicos. Assim a criança se interessará em descobrir como aquilo funciona e entender de que maneira os comandos influenciam as ações executadas.

Os blocos de montar são outra boa alternativa porque estimulam a criatividade e fazem a criança perceber como cada elemento influencia todo o conjunto. Ela precisa ter uma visão dos seus objetivos para poder criar as figuras e esse pensamento abstrato será útil quando estiver programando.

Explore ferramentas e jogos virtuais

Outra forma de apresentar as linguagens de programação a crianças é por meio de ferramentas e jogos virtuais, que permitem criar de uma forma mais visual, conferir os resultados rapidamente e visualizar gráficos interessantes. Trazem uma pré-programação, o que os tornam muito simples e intuitivos.

Algumas opções interessantes são o Scratch, que permite criar jogos e animações e contar histórias. Também o Blocky, que possibilita a criação de jogos e apresenta um código aberto. Temos, ainda, o popular Minecraft, um jogo onde as crianças criam seu próprio mundo por meio da combinação de diversos elementos.

Na Happy Code esse jogo é explorado de uma forma diferente. No curso os alunos não jogam, mas sim modificam a programação do jogo para que ele atenda às suas vontades. Assim, elas descobrem como criar o game e fazê-lo responder do jeito que esperam.

Matricule-o em cursos de programação

As linguagens de programação para crianças podem ser apresentadas de uma forma muito mais interessante ao seu filho se ele fizer cursos. Afinal, são utilizadas metodologias específicas para estimular habilidades e a busca pelo aprendizado de um jeito lúdico e interativo.

Os cursos disponibilizados pela Happy Code trazem a metodologia STEM, que aborda Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática de uma forma que o conhecimento é adquirido naturalmente e, principalmente, na prática. Assim, a criança aprende de um jeito divertido e estimulante.

Aprender a programar colabora com o desenvolvimento de diversas habilidades cognitivas e socioemocionais. Por isso, as aptidões adquiridas com as linguagens de programação para crianças são de grande importância para a formação de um indivíduo consciente e crítico, bem preparado para enfrentar os desafios do século 21.

Prepare seu filho para o futuro também! Agende uma aula experimental grátis conosco e veja como podemos ajudar a garantir uma boa formação para ele!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *