No mundo moderno em que vivemos, não basta estar matriculado em uma escola, estudando as disciplinas básicas. As atividades extracurriculares são muito importantes para o desenvolvimento das crianças e dos adolescentes, pois estimulam capacidades que não podem ser exploradas nas aulas regulares.

Assim, é ótimo que as crianças possam contar com experiências esportivas, artísticas, tecnológicas, entre outras, desde o início da sua vida escolar. Isso ajuda a descobrirem novas habilidades e gostos.

Os benefícios de ter experiências mais ricas e diversas ainda na infância podem ser observados durante toda a vida em vários aspectos. Isso forma adultos mais versáteis, dinâmicos e inovadores.

Quer saber mais sobre como as atividades extracurriculares podem ajudar os seus filhos, como escolhê-las e quais são algumas boas alternativas? Continue a leitura e confira!

Por que atividade extracurricular é importante?

As atividades extracurriculares são fundamentais no desenvolvimento de habilidades e para ajudar o seu filho a encontrar vocações. Afinal, não é tão fácil para as crianças descobrirem o que querem ser ou fazer no futuro baseando-se somente em assuntos cobrados no método tradicional de ensino.

Conheça alguns dos benefícios que podem ser observados ao incluir atividades extracurriculares na rotina infantil.

Ocupam o tempo livre da criança

Os momentos em que a criança não está na escola são importantes para que ela brinque e explore o mundo. Porém, é preciso que também sejam feitas atividades que estimulem o seu desenvolvimento em outros sentidos.

Um bom exemplo disso são cursos relacionados à tecnologia, que, além de ensinarem habilidades muito relevantes nos momentos ociosos, ainda trazem orientações para o uso recreativo da internet.

É uma maneira de garantir a segurança e o desenvolvimento dos filhos no tempo em que os pais não podem estar presentes.

Isso também ajuda a melhorar a aproximação da família. É possível conhecer mais o seu filho matriculando-o em atividades extracurriculares, já que elas permitem saber quais são os gostos e os interesses da criança.

A partir desse contato, você conhecerá melhor suas fragilidades e dificuldades, o que permitirá ajudá-la a trabalhar essas características.

Desenvolvem novas habilidades

As atividades extracurriculares são excelentes para a aquisição de novas habilidades. Isso é importante para o desenvolvimento motor, afetivo e cognitivo, que está em pleno vapor durante a infância.

Da mesma forma, elas podem ajudar na construção do futuro da criança. Ao fazer um curso especializado, ela poderá demonstrar aptidão para determinada área e isso vai ajudá-la a escolher um curso universitário daqui a alguns anos, por exemplo.

Além disso, o mundo evoluiu e requer muito mais de nós. Conhecer diferentes áreas e dominar algumas habilidades tidas como importantes será um diferencial no futuro.

Isso pode ser observado, por exemplo, em relação ao conhecimento de uma segunda língua, o que antigamente não era uma preocupação tão grande dos estudantes. Hoje, no entanto, é um elemento que não pode faltar nos currículos.

Nesse cenário, é interessante mostrar para a criança as possibilidades que ela pode explorar. Levá-la para locais em que são realizadas atividades diversas, pesquisar juntos sobre os cursos e conhecer os benefícios oferecidos são ótimas maneiras de encontrar boas opções e ainda reforçar o vínculo familiar.

Ajudam no desempenho escolar

Os cursos extras também podem ajudar nas matérias regulares, já que eles reforçam alguns aspectos que são trabalhados na formação escolar e desenvolvem habilidades que ajudam no aprendizado. Não seria ótimo ver seu filho melhorar ainda mais o desempenho e as notas?

Os esportes, por exemplo, podem trazer mais tranquilidade e concentração. As artes ajudam na sensibilidade e na criatividade. Já os cursos tecnológicos desenvolvem o raciocínio lógico e complexo.

Trabalhar outras capacidades é importante para promover o desenvolvimento integral e, com isso, ter maior equilíbrio, foco e motivação, que são habilidades essenciais para o desempenho escolar.

Atividades que vão além do currículo essencial das escolas também ajudam na questão da interação social. Afinal, além de exercitar o cognitivo em áreas que demandam isso, seu filho terá a oportunidade de conhecer novas habilidades e desenvolver relações com colegas da mesma idade.

Aliás, um amiguinho que compartilhe dos mesmos interesses poderá ser uma grande amizade.

Como escolher a atividade mais adequada?

As opções de atividades são inúmeras, e você deve conversar bastante com seu filho para escolher a mais interessante. É importante que ele esteja engajado, para que os resultados sejam os melhores.

O objetivo não é ocupar o tempo dele com obrigações chatas a fim de cansá-lo mais ainda, mas ajudá-lo a se desenvolver com ferramentas lúdicas, que ensinam enquanto fazem com que ele se divirta.

Vale destacar que não é legal impor alguma atividade à criança. Ainda que os pais considerem uma boa alternativa, o jovem também precisa ter interesse para que não acabe virando algo mais prejudicial do que benéfico.

Nesse sentido, a dica é combinar com o filho que ele experimente pelo menos algumas aulas para saber se gosta ou não. Caso não queira continuar após as tentativas, é importante respeitar a vontade da criança.

Aprender sobre tecnologia é uma boa, já que a área é considerada muito relevante hoje em dia. Seu filho provavelmente está bastante envolvido no mundo dos games e dos aplicativos. Portanto, é interessante que ele estude cursos que utilizam a linguagem e as ferramentas que ele já conhece bem.

Se esses equipamentos são como amigos para ele, podem ser seus professores também. Dessa forma, ele pode fazer uma melhor gestão do tempo conectado, para conseguir extrair da internet o que é útil.

A seguir, falaremos sobre algumas atividades que o seu filho pode gostar.

Quais atividades seu filho poderia fazer?

Viu como as atividades extracurriculares são importantes para o desenvolvimento do seu filho? Agora você deve estar se perguntando quais são as melhores opções.

A resposta varia de acordo com o perfil e os interesses do jovem, mas algumas atividades são sempre muito benéficas e atraentes para os pequenos. Veja algumas boas alternativas.

1. Desenvolvimento de games

Jogos eletrônicos estão em todo lugar. A geração dos mais novos conhece-os muito bem e sabe como eles são divertidos e viciantes. Mas o que também é bastante prazeroso é o estudo de como os games são feitos.

Aprender a desenvolver games vai ajudar o seu pequeno com habilidades necessárias para o futuro tecnológico, como a criatividade e a proatividade.

Afinal, ele vai construir fases e cenários e idealizar personagens, tudo isso aliado ao fato de que ele entenderá a linguagem do mundo moderno, repleta de zeros e uns.

Durante o curso, as crianças aprendem a trabalhar ativamente com os códigos computacionais em um nível profundo, sem que isso represente algo cansativo e maçante. A possibilidade de criar jogos que serão explorados por elas mesmos e os colegas é muito estimulante.

No curso, seu filho com certeza encontrará muitos colegas que gostam de jogar também, e isso o ajudará a construir boas amizades. Ele estará inserido em um grupo que vai compreender como ele é. E, olha só, aprender a programar joguinhos pode ajudar na hora de fazer o que ele tanto gosta: jogar.

2. Produção de conteúdo para a web

Para entender ainda mais do mundo moderno, um curso de produção de conteúdo é fundamental. Afinal, essa é a linguagem da atualidade, dos youtubers, dos blogueiros e dos que usam redes sociais.

Aprender a usar plataformas como o YouTube é interessante como um conhecimento extra e pode ajudar o seu filho a ser ativo na internet. Além de ser muito estimulante para os pequenos, também ajuda a se preparar para profissões modernas.

Essas ferramentas, quando são usadas com orientação e segurança, podem ser excelentes para as crianças e ajudar na construção do sonho de muitos jovens.

Além disso, ainda que não sigam na área profissionalmente, em uma sociedade tão conectada como a nossa, naturalmente os jovens serão produtores de conteúdo para a internet, em suas páginas pessoais. Com boa orientação, eles podem fazer isso de maneira mais consciente e cuidadosa.

3. Letramento cognitivo

A inteligência artificial já é uma realidade no nosso contexto e está revolucionando diversos campos profissionais. É uma área que busca desenvolver capacidade cognitiva nos computadores, ou seja, programá-los para aprender e raciocinar.

O letramento cognitivo é um tipo de curso que vai introduzir seu filho a esse mundo, com o estudo de ferramentas que já são bastante utilizadas no mercado hoje em dia.

Com essa atividade, os jovens aprendem a construir muitas coisas usando a tecnologia, o que traz grandes benefícios para a sua formação. Assim, podem assumir um papel ativo diante de recursos mais modernos e ficar conectados com a sociedade do futuro.

Esse aprendizado também pode oferecer uma vantagem importante para ingresso no mercado de trabalho ou em cursos de nível superior que dependam de conhecimentos aprofundados em inteligência artificial.

4. Robótica

A robótica também é uma área muito boa para seu filho conhecer. Ele provavelmente já ouviu falar de robôs por aí, seja em filmes, séries ou em reportagens na TV.

Talvez ele saiba que eles são úteis para os seres humanos e serão ainda mais no futuro. Imagina só quando ele começar a aprender a desenvolver os próprios robozinhos!

Ele poderá brincar com instrumentos em casa e construir coisas úteis, se divertindo no processo e desenvolvendo a autoestima por ver suas próprias produções em sua frente.

Áreas tecnológicas como a robótica ajudam a estimular a curiosidade, a criatividade e a solução de problemas. Ela também é um pilar importante do movimento maker, que estimula os jovens a criarem diversas soluções, especialmente com o uso da tecnologia.

A ideia é que a aprendizagem aconteça de maneira mais prática, o que traz contribuições significativas. Muitas escolas já contam com cursos de robótica como parte das suas aulas, por conta dos benefícios que podem ser observados.

Esses conhecimentos ajudam diretamente no aprendizado de matérias escolares como matemática e física, além de serem uma boa alternativa para melhorar a escrita e a organização.

5. Programação

Quase todas as atividades citadas dependem dela. A programação é como a chave-mestra que abre todas as outras portas.

Assim como dissemos anteriormente neste blog, a programação é o novo inglês, sendo responsável por escancarar oportunidades e preparar as pessoas para se destacarem no mercado de trabalho do futuro.

Em um curso desse tipo, seu filho desenvolverá a capacidade de solucionar problemas com agilidade, raciocínio lógico e concentração. Trabalhará com projetos, que o ajudarão a aprender enquanto se diverte. Terá autonomia para buscar soluções e persistência para lidar com as dificuldades que surgirem.

Além disso, qual é a melhor atividade extracurricular para conhecer a linguagem da modernidade? A programação, é claro. Isso porque ela está presente em todos os aparelhos tecnológicos do nosso cotidiano.

Com ela, aprende-se a lidar com causa e consequência e com a lógica binária dos uns e zeros. Ou seja, a criança aprende a encontrar os comandos correspondentes às ações que deseja realizar nas máquinas. Assim, seu filho lerá o mundo com muito mais precisão.

6. Modelagem e animação 3D

O curso de modelagem e animação 3D está relacionado com o de criação de games. O motivo é que, para desenvolver jogos, é preciso também criar as imagens e os efeitos visuais.

Da mesma forma, a programação é necessária para se operar os softwares que requerem conhecimento técnico.

Com os recursos adequados, as crianças podem desenvolver animações tridimensionais como nos grandes filmes. Os conhecimentos adquiridos podem ser usados na criação de jogos e vídeos, e também em projetos escolares.

É um processo complexo, com várias etapas, que ajuda a criança a desenvolver habilidades socioemocionais, como resiliência, calma, persistência e criticidade. Com os devidos cuidados, essa pode ser uma experiência muito divertida e estimulante, que ajuda a desenvolver também a autoestima.

O interessante é que o curso aconteça de maneira lúdica e sem a cobrança de lidar com atividades que estejam além do que a criança consegue fazer. Assim, deve explorar toda a fantasia que a modelagem 3D permite.

Para que seu filho esteja mais bem inserido no contexto da modernidade, é importante buscar atividades extracurriculares a fim de estimular o desenvolvimento de habilidades que são úteis hoje e serão no futuro.

Ao estudar outras áreas por meio de cursos, seu filho se tornará um aluno melhor nas matérias essenciais e poderá interagir mais com outras pessoas.

Para oferecer a melhor experiência aos seus filhos, é fundamental que as atividades extracurriculares sejam feitas em uma instituição experiente e confiável, como a Happy Code. Entre em contato e conheça nossos cursos e diferenciais!