O ensino de programação é uma estratégia extremamente efetiva para crianças, pois auxilia no desenvolvimento de capacidades e competências demandadas pelo mercado atual, tanto as interpessoais quanto as cognitivas.

Por essa razão, é preciso saber o que considerar na hora de escolher o melhor curso de tecnologia, a fim de investir em uma opção que realmente traga retorno. Neste artigo, você aprenderá o que precisa a fim de fazer uma escolha consciente e certeira. Acompanhe!

O que é o ensino de programação, maker e robótica?

O ensino de programação é a transmissão de um conjunto de habilidades e conhecimentos que habilitam as crianças a desenvolverem uma sequência de comandos específicos para que um computador execute uma ação. É uma forma de se comunicar com uma máquina. Assim, os alunos serão capazes de entender como funcionam as ferramentas tecnológicas, bem como a lógica delas.

Dessa forma, é possível criar soluções para problemas em diversos contextos e fazer com que uma máquina contribua com o resultado, de maneira automatizada e prática. Essa habilidade é interessante para o mundo moderno, afinal, a tecnologia e sistemas eletrônicos estão dominando diversos campos de atuação e estão presentes, inclusive, na nossa vida pessoal.

O curso de maker permite que o estudante realize a prototipação, elaboração e criação de projetos, o que funciona como uma ótima maneira de tirar do papel os conteúdos aprendidos e reforçá-los. O foco também é em solução de problemas e na metodologia “faça você mesmo”. Da mesma forma, o curso de robótica coloca os estudantes em contato com robôs e com equipamentos eletrônicos e mecânicos.

Esses cursos se concentram em tornar o aprendizado divertido e empolgante para as crianças, sempre com um cenário instigante e atraente, narrativas e problemas interessantes que atraiam a curiosidade.

Quais são as vantagens desse ensino?

Veremos, agora, as vantagens de investir em cursos de programação, maker e robótica para crianças. Acompanhe!

Desenvolvimento de habilidades importantes

O ensino dessas matérias é fundamental, pois estimula o desenvolvimento de importantes habilidades para o mercado de trabalho atual. Por exemplo: a programação e a robótica ajudam a cultivar o raciocínio lógico, uma vez que os alunos aprendem a pensar como os computadores pensam e a estruturar seus pensamentos e argumentos com foco em relações causa-consequência.

Além disso, existe o foco na resolução de problemas, como já comentamos, que ensina as crianças sobre concentração para analisar uma situação e encontrar alguma estratégia a fim de contornar o problema. Assim, elas aprendem a isolar as variáveis do cenário e afastar o que não é relevante.

Estímulo da criatividade e autonomia

Os cursos focam bastante na capacidade de os alunos chegarem a soluções a partir da criatividade e estimulam a autonomia deles. Assim, eles terão a confiança que precisam para sugerir resoluções e realizar criações interessantes que sejam realmente úteis na vida.

Em todos os âmbitos, seu pequeno precisará da criatividade e será capaz de utilizar essa capacidade muito bem, aproveitando o que aprendeu no curso.

Melhor aproveitamento da internet

Outra característica é o melhor aproveitamento da internet e das tecnologias, no geral. Como os alunos aprendem mais sobre os computadores e sobre como eles funcionam, se tornam capazes de lidar melhor com as ferramentas, extraindo o máximo possível para o próprio bem.

O uso de equipamentos com a finalidade de pesquisa e para o processo de aprendizado ensina que eles podem usar os computadores para aprender, e não somente para o lazer.

Assim, eles vão associar tecnologia com responsabilidade e com educação, o que vai ajudar para que filtrem melhor o que consomem na rede mundial, por exemplo.

Persistência

Da mesma forma, a criança que estuda nesses cursos aprende a ser mais persistente diante dos problemas e a tentar novamente, mesmo que a primeira vez não tenha sido bem-sucedida. Essa característica será fundamental para ela em toda sua vida, independentemente do meio em que estiver inserida. Com a persistência, ela será mais corajosa e poderá enfrentar os desafios comuns da vida.

Trabalho em equipe

Contudo, o curso de programação, maker e robótica não ajuda somente no desenvolvimento de habilidades cognitivas. É possível estimular algumas características interpessoais interessantes, como a comunicação e a capacidade de trabalhar bem em equipe. Dessa forma, o estudante já aprende desde pequeno a se expressar bem e a contribuir com suas ideias, mas também a respeitar as ideias alheias.

Isso é fundamental para que a criança se encaixe melhor em grupos sociais, com pessoas desconhecidas, e se torne mais extrovertida para lidar com a família também.

Quais devem ser os critérios usados para escolher?

Veremos, agora, os critérios que devem ser usados para escolher o sistema de ensino ideal.

Reputação no mercado

Isso é um fator fundamental. A reputação no mercado conta muito, pois se uma empresa tem um bom histórico e é bem recomendada por outras pessoas, ela deve oferecer um trabalho de qualidade. A opinião de outros pais é relevante e pode ser encontrada facilmente na internet. Mas também vale perguntar pessoalmente em suas conversas com amigos e colegas.

Metodologia aplicada

Esse é um aspecto mais técnico. É importante procurar saber qual a metodologia que será aplicada, pois é isso que vai determinar o sucesso do ensino. As matérias apresentam muitas vantagens, mas a maneira como elas serão aplicadas diz muito sobre a forma que a instituição encara a educação e como chegam aos resultados esperados.

A Happy Code, por exemplo, tem sua própria metodologia, a LET (Lean Education Technology), que visa ao desenvolvimento de habilidades empreendedoras nas crianças, pensando no mercado do século 21, com princípios de Design Thinking e Lean Startup.

Além disso, a empresa ainda aplica a STEAM, um conjunto de métodos focados no ensino integrado de ciência, tecnologia, matemática, artes e engenharia. Assim, o estudante faz o curso e sai de lá completo para o futuro.

Experiência

A experiência da companhia também conta bastante a favor. Se eles já estão há bastante tempo e já são grandes o suficiente, como a Happy Code, certamente saberão o que fazer para garantir os melhores resultados possíveis com o seu filho. Afinal, eles já passaram por diversos casos e cenários distintos e sabem o que funciona e o que não.

Equipe docente

A qualidade da equipe que dá aulas é um fator que não deve ser negligenciado. É importante verificar se os profissionais estão alinhados com as estratégias e abordagens modernas, como a BNCC (Base Nacional Comum Curricular), e se apresentam um bom e flexível currículo para as áreas de programação, maker e robótica.

Assim, você estará mais confiante em deixar o seu filho aprender com esses profissionais.

Equipamento usado

Também é interessante avaliar se o equipamento usado é de qualidade e se há um bom suporte técnico e pedagógico para as metodologias utilizadas. Afinal, isso é importante para que o aprendizado como um todo seja uma experiência agradável e efetiva aos pequenos.

O ensino de programação para crianças é uma realidade no mundo e já conquistou diversos pais por conta dos benefícios concretos e do estímulo às habilidades necessárias para o mercado de trabalho e para a vida pessoal delas.

A Happy Code é uma empresa que se preocupa bastante com isso e oferece metodologias eficientes e poderosíssimas para fazer o seu filho crescer e se tornar uma pessoa mais criativa, autônoma e comunicativa.

Ficou interessado? Agende uma aula experimental gratuita na unidade mais próxima de você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *